Rinoplastia pelo SUS

A rinoplastia pelo SUS é uma cirurgia de caráter estético, que é feita desde o início do século 20. A mesma é indicada para quem deseja realizar uma correção estética do nariz. Ou seja, para aumentá-lo, diminuí-lo, dar mais projeção na ponta, afinar as asas nasais, ou diminuir a giba óssea. Ela é associada a outros procedimentos nasais, tais como a retirada de carnes esponjosas e desvio de septo.

Se tornou uma das cirurgias mais realizadas no país, nos últimos anos. Até porque, o governo federal brasileiro disponibiliza a mesma de graça. Pensando assim, separamos neste artigo algumas dicas de como realizar a rinoplastia pelo SUS.

Rinoplastia pelo SUS
Rinoplastia pelo SUS

O que é uma rinoplastia?

Antes de fazer sua rinoplastia pelo SUS, é aconselhável saber, primeiramente, como funciona a cirurgia. A mesma pode ser realizada por meio de duas técnicas: a aberta e a fechada.

Na primeira, é feita uma pequena incisão na base do nariz, entre as narinas. E também, na parte interna de cada narina. Já na fechada, posteriormente, há incisões apenas dentro das narinas. Ou seja, decerto, não ficará nenhuma marca visível.

Confira outros procedimentos oferecidos pelo Sistema Único de Saúde:

Rinoplastia pelo SUS

A rinoplastia pelo SUS é realizada já há alguns anos, totalmente de graça, pelo governo federal. Para tal, as cirurgias procuram aprimorar ou recuperar funções, além de restabelecer a for mais próxima do normal.

Isso claro, para casos que são considerados extremos ou de muita urgência. Entretanto, também é uma das cirurgias mais concorridas de todo o Brasil. Até porque, existem inúmeras pessoas que estão na fila de espera do procedimento. E a expectativa para novos casos, é de alguns anos.

Requisitos

Existem alguns requisitos que precisam ser cumpridos para realizar sua rinoplastia pelo SUS, além de claro, ter o cartão do SUS. Abaixo, segue a lista de exames necessários:

  1. Exames de sangue, avaliação cardiológica, dosagem de sódio, potássio, ureia, creatinina e coagulograma
  2. Exames de imagem, tal como a tomografia computadorizada. Isso para que o médico possa analisar sua estrutura nasal
  3. Em alguns casos, é necessário o raio-x da face e uma nasofibroscopia. Principalmente para quem tem outras cirurgias funcionais associadas, como, decerto, a correção do septo nasal

Quem tem direito

Antes de tentar agendar sua rinoplastia pelo SUS, apenas um pequeno grupo é elegível a fazer o procedimento. São eles:

  1. Pessoas que possuem deformidades de nascença
  2. Posteriormente, traumas físicos ou psicológicos – este último causado pelo nariz
  3. Quem tem alterações de desenvolvimento
  4. Pessoas que passaram por acidentes graves, ou que tem sequelas de um câncer
  5. Quando existe uma perda parcial do membro

Riscos da rinoplastia

Se está decidido a fazer sua rinoplastia pelo SUS, saiba que não existem muitos riscos. Claro, que por causa da anestesia, sempre podem haver complicações na cirurgia. Tais como taquicardia ou paradas cardiorrespiratórias.

No pós-cirúrgico, sangramentos abundantes e dificuldades respiratórias também estão presentes. E claro, até mesmo resultados insatisfatórios podem acontecer, sem falar em casos de infecção.

Como dar entrada na rinoplastia pelo SUS

Para fazer sua entrada de pedido na rinoplastia pelo SUS, é muito simples. Primeiramente, você terá que fazer uma consulta médica com um dos médicos da entidade. Depois disso, o mesmo deverá preencher uma solicitação para você.

Além disso, terá que também encaminhar uma solicitação utilizando seu cartão do SUS. Feito isso, será encaminhado para a lista de espera.