Cartão SUS 2022: Como Tirar, Imprimir 2ª Via

O SUS (Sistema Único de Saúde) disponibiliza um cartão próprio conhecido como Cartão SUS que permite o acesso aos seus serviços pela população. Mas para isso todo cidadão deve ter o seu cartão e quem ainda não possui deve adquiri-lo, pois o mesmo é de caráter obrigatório a todos. Vale lembrar que o Cartão SUS possui o número de reconhecimento nacional e agrega importantes dados a respeito do paciente, inclusive informações que dizem respeito as consultas que já foram realizadas e as que estão prestes a serem feitas, além de outros detalhes importantes que dizem respeito ao SUS.

Esse é o meio utilizado para organizar e ao mesmo tempo oferecer um auxílio as áreas dedicadas a saúde com o objetivo de simplificar e agilizar o acesso da população quando precisarem utilizar os serviços prestados pelo SUS.

Cartão SUS
Cartão SUS

Desta forma, se você chegou até este artigo com o intuito de obter maiores esclarecimentos a respeito do cartão, como ele funciona, para que serve, quais são os procedimentos necessários para obter o seu, saiba que você está no artigo certo, pois a partir do próximo parágrafo vai encontrar todas essas informações detalhadas. Me acompanhe!

O que é o Cartão SUS?

Como se sabe, o SUS é um serviço de atendimento gratuito do Governo Federal. E agora para receber o atendimento em qualquer unidade pertencente a rede pública de saúde você precisa ter o “Cartão Nacional de Saúde”, o CNS.

Cartão Nacional do SUS
Cartão Nacional do SUS

Se você ainda não conhece saiba que se trata de um cartão que é emitido diretamente pelo Governo Federal e é de caráter único e exclusivo que permite ao seu portador, seja ele brasileiro nato ou estrangeiro residente no Brasil a realização de diferentes procedimentos médicos gratuitos oferecidos pelo SUS, mesmo que o paciente possua e pague algum plano de saúde.

Assim como em qualquer modelo de cartão, o CNS do SUS possui um número de identificação que é também de caráter único e pessoal, que permite a identificação rápida e imediata de um determinado paciente em meio a um vasto banco de dados, além do seu histórico médico completo registrado na rede pública de saúde.

Para que Serve?

Para se ter uma ideia, esse cartão que é válido para todo o território nacional lhe permite – mesmo que esteja em um estado diferente do seu de origem – a rápida identificação pelos agentes de saúde das informações relevantes que dizem respeito a você e a sua saúde por meio do número de identificação do cartão. Essas informações são imediatamente vinculadas ao número assim que novos procedimentos são realizados.

E tem outra novidade. Caso você não saiba é possível realizar a consulta do seu histórico clínico diretamente pela internet através do portal oficial do Ministério da Saúde: o Meu DigSUS.

O que é o Cartão SUS
O que é o Cartão SUS

Outro detalhe que desperta a curiosidade das pessoas que tem o primeiro contato com esta novidade do SUS é que ele organiza desde os orçamentos até os procedimentos relacionados a cirurgias e medicamentos em toda a rede nacional utilizando, para isso, o SIGTAP que nada mais é do que o modelo de ferramenta de gerenciamento de tabela de procedimentos, medicamentos e OPM (Órteses, próteses e materiais especiais) do Sistema Único de Saúde.

Esta tabela unificada surgiu em janeiro de 2008 e com ela foi realizada desde a geração até o envio das bases de dados realizadas pelos gestores municipais e estaduais ligados ao Ministério da Saúde.

Em outras palavras, com todo este trabalho realizado foi permitido com que houvesse um banco de dados que permite o acesso facilitado pelos gestores de saúde para poder verificar as informações importantes que dizem respeito a cada paciente. Isso representou um grande avanço para o setor.

Serviços e Utilidades do Cartão SUS

O SUS oferece três níveis de atenção que são os seguintes:

  • Básico – Nesse nível as especialidades que fazem parte são aquelas que dizem respeito a Ginecologia, Clínica Médica, Obstetrícia e Pediatria. Além das consultas são oferecidos ainda aos usuários da rede ações que dizem respeito desde a prevenção de doenças até o tratamento adequado para as enfermidades mais comuns passando pelo tipo de diagnóstico a ser realizado.
  • Média complexidade – Trata-se de alguns exames e outras modalidades de atendimento mais específicas se comparadas ao nível anterior. Entre elas estão os exames de raio x e ultrassom, a fisioterapia, as terapias de tipo especializados, além de diferentes modalidades de cirurgias ambulatoriais.
  • Alta complexidade – É um nível que engloba a alta tecnologia e o alto custo. Nesta modalidade tem-se uma assistência total voltada ao paciente que recebeu o diagnóstico positivo de câncer, diversos tipos de cirurgias cardiovasculares e transplantes, cirurgias bariátricas e procedimentos complexos de neurocirurgia, além de outras modalidades semelhantes.

De modo geral, no SUS os pacientes podem fazer desde operações, consultas, internações e vários tipos de